quinta-feira, 20 de março de 2014

Alcoolismo pós Bariátrica

Olá a todos!!!

Sim, corremos este risco! :( Vou detalhar bem os fatos, portanto, fiquem preparados para ler.

Não adianta ficar na negação, se você chegou a obesidade foi porque gosta de comer e isso chama-se compulsão alimentar, é este mal que dificulta a manter uma reeducação alimentar, pois quem sofre de compulsão desconta seus sentimentos na comida.

Sabendo disso, as equipes médicas que tratam pacientes pré e pós gastroplastia ficam muito atentos, alertam desde a adesão do tratamento que este risco pode ocorrer. Lembro-me bem da minha primeira consulta com o Dr Kikko, ele mencionou vários casos de pacientes dele que nunca beberam e ficaram alcoólatras, que nunca se dragaram e passaram a se drogar, que nunca foram loucos por sexo e passaram a ser ninfomaníacos. Até cheguei a fazer um post sobre isso Compulsão no pós Gastroplastia. Enfim, existem casos assim e se vc está pensando em operar, ou já operou, deve estar atento a isso.

QUE FIQUE BEM CLARO QUE ISSO NÃO É REGRA, MAS ACONTECE E QUALQUER PACIENTE ESTÁ SUJEITO A ISSO.

Mas hoje quero escrever sobre o alcoolismo, pois tenho recebido alguns relatos sobre este mal.


Eu sempre gostei de cerveja e depois que operei não tive vontade até o sexto mês, depois disso passei a beber. Eu achava que cerveja nunca mais me caberia, como o refrigerante que tem a capacidade de me estufar de uma forma horrível. Mas, a forma que bebemos cerveja é diferente da forma que bebemos o refrigerante, portanto cabe e cai muito bem por sinal.

No meu ponto de vista existe beber e BEBER, e estou falando de pessoas que passam horas bebendo e por vários dias da semana. E é isso que acontece, pessoas relatam que dedicam horas do seu dia ao lado do álcool.

O refrigerante é para se beber mais rápido que a cerveja, o doce dele permite que seja virado um copo de uma só vez e isso para os gastroplastizado faz um mal danado. Já a cerveja é amarga e para se beber devagar, o que cai bem num estômago reduzido e para ajudar ela é sempre acompanhada de um petisco que tbm é comido devagar, no ritmo da cerveja. E bebidas destiladas tbm é um risco, pois em pequenas doses tem a capacidade de anestesiar os problemas por um bom tempo.

Desta forma, o compulsivo consegue ficar por horas com algo na boca sem passar mal e "esquecer" os problemas por algum tempo. A troca de compulsão que tanto alertam é isso, adquirir outra válvula de escape para se auto punir ou maquiar os problemas.

Por este motivo que é tão importante o acompanhamento psicológico, pois com o tempo vamos entendendo quando temos estes ataques de compulsão. Eu mesmo, consegui através da terapia entender que eu como demais quando estou triste, hoje tento enfrentar meus problemas e angustias ao invés de comer, pois não é maquiando o tempo que eu vou ficar feliz, já que o problema sempre volta.

Espero que este post seja esclarecedor para quem sofre deste mal. E lembrem-se que MUITA terapia ajuda nestes casos.

OBRIGADA PELA VISITA!!!

Este Blog me faz muito bem e por isso ele existe com muito carinho!!!
e-mail: jujubelasblog@gmail.com
Instagram: http://instagram.com/juju_bela

12 comentários:

  1. depois da cirurgia e aconselhado a não se beber álcool, claro que depois de passado um ano, alguns voltam a beber esporadicamente, e so com um copo ficam alterados, e o perigo e que dura 10 min e ficamos bem novamente. refrigerantes e totalmente proibido assim como a agua com gas, pois pode provocar fistulas no estomago. ana dias

    ResponderExcluir
  2. Olá vc operou em São José dos campos com Dr.Kikko?eu tbm...achei bárbaro seu blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Jaque!!! Vc tbm vai operar com ele???
      Obgda
      Bjs

      Excluir
  3. Olá!Eu operei com o Dr.Kikko tb no dia 23 de outubro de 2013 e posso dizer que estou com o corpo ideal...com a autoestima em alta , só que me tornei um assíduo bebedor de cerveja e cachaça!! Me tornei alcolatra!! Tenho que me policiar 24h para não beber!! Meu skype é g.ilberto1 para quem quiser trocar experiências sobre o pós-operatório!! abraco

    ResponderExcluir
  4. Tô vivendo isso não consigo prar de beber cerveja bebo tôdo dia

    ResponderExcluir
  5. Me ajude. quem puder! Meu marido de 37 anos fez a cirurgia em Junho, correu td bem, ja emagreceu uns 20 kgs e esta bebendo cachaça, estou muito triste e preocupada, pois ele nao aceita meu cinselho.

    ResponderExcluir
  6. Minha irmão fez a cirurgia faz 10 anos e faz 5 que é alcoolatra, não aceita ajuda de forma nenhuma. Para tristeza de nossos pais e minha, chegou ao ponto de cair na rua, jurando que torceu um pé ou tem dores na coluna. Ela tem 54 anos e não sei como ajudar.

    ResponderExcluir
  7. Legal o alerta.... pq quem já bebia antes da cirurgia fica contando os dias pra voltar a beber

    ResponderExcluir
  8. Tbm passo pela mesma situação. Gosto de tomar cerveja. Fiz um ano de Bariátrica semana passada. A cerveja me faz muito bem, consigo realizar minhas tarefas domésticas melhor. Não me embriago, o que me deixa mal é que fico me culpando por beber. trabalho fora, meio expediente, e quando chego à casa compro duas e bebo enquanto cuido dos afazeres. Não sei se estou certa, mas infelizmente tenho problemas de depressão e a única coisa que me alivia é a cerveja (duas cervejas).

    ResponderExcluir
  9. Meninas com quantos meses depois da bariátrica podemos beber??

    Mas isso pode ocorrer a algum risco de vida ????

    Eu amo beber caipirinha 😳 estou com 6 meses já posso?

    ResponderExcluir
  10. Olha, eu nunca bebi na vida, sou mulher, tenho 39 anos e depois da bariatrica tomo uma garrafa de vodka brincando e é uma delícia, sqn, depois vem a ressaca moral, já dos doces, que eu amava, tenho nojo total! Engordei tudo de novo, estou com 108 Kg e tinha chegado aos 68 kg. Se alguém se identifica, me ajuda, vamos sair desse buraco juntos e fortes!

    ResponderExcluir
  11. Antes da cirurgia eu já bebia bastante... fiz a 4 nos, não bebo mais que antes, mais quando começo a beber não paro até esvaziar o freezer... depois me sinto péssima, a ressaca é 5x pior... e veio outro vicio junto... drogas, não sei como sair desse vicio terrivel... gostaria muito de ajuda, mais não sei por onde começar...

    ResponderExcluir